terça-feira, 3 de julho de 2012

Jornal Eletronico Agrícola



Anorexia
Um padrão imperfeito.


A anorexia é um transtorno alimentar caracterizado pelo medo que o paciente tem de ganhar peso. Esse medo pode provocar problemas psiquiátricos graves. A pessoa anoréxica se olha no espelho e se vê obesa, embora esteja extremamente magra. A pessoa que apresenta anorexia pode também pode apresentar bulimia, que é um transtorno alimentar grave, onde a pessoa provoca o próprio vomito depois de comer.


O paciente começa a utilizar meios nada convencionais para emagrecer, como por exemplo, excesso de exercícios físicos, jejum, vômitos induzidos, tomar laxantes e outros.
Em alguns casos de anorexia, pode ocorrer uma internação que pode ter consequências drásticas, como suicídio e desequilíbrio de componentes sanguíneos.
Uma vez instalada a doença, a pessoa começa também a apresentar alterações comportamentais, tornando-se mais arredia, isolando-se para realizar determinadas atividades que antes compartilhava com a família e amigos, tendendo a tornar-se depressiva e mais introspectiva.

Os pacientes costumam sentir fome, porém acabam negando ela para si. Há um emagrecimento induzido por causa do medo de engordar.

  Há alguns tipos de anorexias, como por exemplo:

Anorexia tipo Restritivo: a perda de peso é causada por dietas, jejum e excesso de exercício, mas essas pessoas não desenvolvem compulsões e purgações.
Anorexia tipo Compulsão Periódica/Purgativo: é quando a pessoa tem uma compulsão de comer e depois uma purgação. Neste tipo, os pacientes podem induzir o vômito e o uso indevido de outros produtos para expelir o que comeu.
Se a pessoa se encaixa no tipo restritivo, é um caso menos grave e é mais fácil de ser tratado, já o tipo compulsão periódica/purgativo é mais complicado e grave, podendo ter problemas maiores e outros impulsos como, por exemplo, utilização de drogas e bebidas com álcool.

Podemos perceber então a gravidade dessa doença, e sabemos que tudo se envolve em um meio de influência, pois é muito difícil viver numa sociedade consumista e discriminadora, como a que temos atualmente, sem nos contaminar com a pressão e a imposição de um padrão de beleza que muitas vezes compromete a personalidade das pessoas, principalmente mulheres.
Como dissemos, é uma doença que atinge principalmente mulheres, adultas e adolescentes, tendo sido encontrada principalmente, entre modelos. É a famosa ditadura da beleza, que faz parecer bonito aquilo que é doentio. Um padrão ‘’perfeito’’ de beleza que foi imposto pela sociedade, pois sabemos que é totalmente ao contrário.  Então, alguns países resolveram tomar medidas, em meio a tantas mortes. Em Israel, por exemplo, as autoridades de tanto ver modelos morrendo durante desfiles, decidiram tomar providências, e chegaram à conclusão de proibir modelos, homens e mulheres desfilarem sem antes serem examinados e autorizados por um médico.   Foi o primeiro país a tomar essa decisão importante,
Já no Brasil, a história é bem diferente, pois se trata de um problema novo no país, e sem dúvida intriga e choca os brasileiros. Acabar com a fome que vitima milhões de pobres no Brasil é, por tradição, uma importante causa política. Logo, a ideia de que há pessoas morrendo de fome de propósito é difícil de ser assimilada pela maioria dos brasileiros.

Em Campo Grande, um serviço do hospital regional que até agora se dedicava ao controle da obesidade começou este ano a identificar pacientes em situação de risco de anorexia e bulimia. Até agências de modelos são visitadas pelas equipes de saúde para localizar adolescentes muito abaixo do peso. Médicos, nutricionistas e psicólogos fazem palestras. O tratamento é de graça, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O foco dessas palestras é geralmente para adolescentes.

O Tratamento
As pessoas anoréxicas nunca admitem o seu problema, por isso não se deve esperar que pedissem ajuda, é necessário recorrer a um acompanhamento terapêutico especializado, tanto médico (psiquiatra) como psicológico (psicólogo).
1ª Fase – recuperação do peso e regularização do padrão alimentar
2ª Fase - reestruturação cognitiva
3ª Fase - prevenção da recaída.

Mas acima de tudo, saiba que o padrão de beleza é aquilo que você é, pois não precisa seguir o que seria ‘’bonito’’ aos olhos dos outros.


 



                                                                                         Luana Marques e Naiara Antunes
                                                                                                   2º Técnico.



Jornal Eletronico Agrícola


A violência doméstica está aumentando ou são as mulheres que estão se revoltando?
                       Segundo o levantamento do CNJ as denúncias de violência doméstica cresceram 106,5 % no período de julho de 2010 a dezembro de 2011




O último levantamento do conselho nacional de justiça (CNJ) revelou que o número de denuncias contra a violência doméstica aumentou 106,5%. Desde que a Lei Maria da Penha (11.340) entrou em vigor foram registrados quase 686mil procedimentos de agressão nos estados do Brasil, o número se refere desde inquéritos até iniciação de ações penais e medidas de proteção à mulher.

O número dos casos de violência doméstica sempre foi alto, porém antes da criação da Lei Maria da Penha era pouco divulgada. Um fator que aumentou a ocultação desses casos foi a falta de amparo da policia com as vítimas, que quando finalmente venciam seus anseios, e tomavam a decisão de denunciar eram recebidas por polícias que faziam pouco caso da situação em que elas se encontravam, e no máximo registravam um boletim de ocorrência.

Com a lei Maria da Penha, que entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006, isso mudou, pois ela possibilitou que agressores de mulheres no ambiente doméstico ou familiar sejam presos em flagrante ou tenham sua prisão preventiva decretada, os agressores também não poderão mais ser punidos com penas alternativas. A legislação também aumentou o tempo máximo de detenção, e ainda prevê medidas que vai desde a saída do agressor do domicílio a proibição de sua aproximação da mulher agredida.


(Maria da Penha Maia Fernandes motivo da criação da lei Maria da Penha. Fonte:http://www.mp.ce.gov.br/nespeciais/promulher/mariadapenha.asp)

As mulheres violentadas que denunciam, na maioria das vezes voltam atrás logo em seguida, por serem convencidas pelos agressores com discursos de arrependimentos, pedido de perdão, promessas de mudanças, de comportamento, e com isso retiram a queixa.

Entretanto segundo a entrevista dada ao bom dia Brasil a delegada da mulher, Kazumi Tanaka declarou que uma vez que a denuncia foi feita, mesmo com a retirada da queixa o processo continua. É iniciada a investigação e em seguida o processo é encaminhado para o Judiciário para avaliação do caso.

 


[Fonte: Secretaria de Política para as Mulheres – Dados do ligue 180 (janeiro/maio 2010)]

Por mais que as denuncias tenham aumentado, algumas vitimas ainda possuem medo, ou alegam amar demais os agressores, e em casos de terem filhos com o agressor não denunciam por receio de estar prejudicando a vida de seus filhos com essa atitude, por isso em alguns casos a denuncia parte da família ou de alguém de fora que se sensibiliza com a situação


[Fonte: Secretaria de Política para as Mulheres – Dados do ligue 180 (janeiro/maio 2010)]

Hoje ja se tem muitas medidas de concientização na tentativa de recuperação dos agressores, como no caso da ONG Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde, em Pinheiros - SP, onde são enviados pela justiça homens com histórico de agressão, lá eles fazem um curso que tem com o objetivo de prevenir a violência doméstica.

(Sérgio Barbosa é coordenador do curso que funciona na ONG Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde, em Pinheiros, São Paulo. Fonte: http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/terapia-em-grupo-ajuda-machoes-a-se-tornarem-bons-maridos-em-sao-paulo-20130504.html)



Com medidas como essa alguns agressores após serem punidos conseguem retornar a sociedade sem demonstrar qualquer ato de violencia, porém em alguns casos mesmo com todo alerta recebido, os agressores  retornam mais violentos, como no caso  nacionalmente conhecido, da cabeleireira Maria Islaine de Morais, de 31 anos, que foi morta com 7 tiros pelo ex marido Fábio Willian, que já havia feito ameaças antes.

A vitima até o dia de sua morte já tinha realizado 8 boletins de ocorrência contra o agressor, e também havia pedido proteção à polícia por causa de ameaças de morte feito pelo ex marido, mas nenhuma dessas medidas foram suficiente para parar o agressor que já estava separado da vitima a 1 ano.

Entre as denuncias feitas ha vários tipos de violências desde verbal, lesão corporal, até a morte, que em muitos casos deixam seqüelas que a vitima levará para o resto de sua vida.


(A - Evolução do número de queixas sobre violência doméstica registradas pela APAV)

( Fonte: http://app.parlamento.pt/violenciadomestica/conteudo/seccao-dadosestatisticos.html)

O agressor não é só o marido, o namorado, ou o pai da vitima, também pode ser estranhos como mostra o gráfico.

(Relação do autor do crime com a vítima)



(Fonte:http://app.parlamento.pt/violenciadomestica/conteudo/seccao-dadosestatisticos.html)

O que está estimulando as mulheres violentadas a denunciar, e procurar ajuda, é desconhecido, mas a verdade é que as mulheres estão ganhando seu espaço e cada vez mais entrando no mercado de trabalho e deixando de ter aquela vida típica do século passado, em que viviam para cuidar da casa, do marido e dos filhos, e eram totalmente dependentes. Com essa independência financeira elas estão se sentindo mais seguras e destemidas, não ficando mais caladas, diante da violência.                                                                                                                                              

É importante também lembrar que não são só as mulheres adultas que sofrem com a violência domestica, as crianças também passam por essa cruel realidade.

No caso delas algumas ainda são estrupadas, por padrastos, amigos da família, professores, ou parentes próximos. E quase sempre são ameaçadas para não falar nada a ninguém, como no caso recém divulgado da apresentadora da rede globo Xuxa Meneghel.

Nessa situação algo só é feito pela justiça quando a vitima toma coragem e conta para mãe, ou a alguma amiga que denuncia, porém na maioria dos casos o medo fala mais alto, e nem a própria mãe fica sabendo.
A violência é um problema que ainda afeta, e vai afetar muitas famílias no Brasil e no mundo, mas é preciso coragem, e garra para vencer essa barreira, e lutar pelos seus direitos.

                                                                                                   Fernanda Gomes e Natiely Dias
                                                                                                        2º Técnico.

Jornal Eletronico Agrícola

Tecnologia
   
         Trilhando o futuro
A ciência da tecnologia não é algo novo, pois surgiu desde o início da civilização. Segundo o filósofo Gilbert de Simondon (1969), o homem se diferenciou dos demais animais, a partir do momento em que utilizou os recursos existentes na natureza em seu benefício próprio.

                                     Os dois lados da moeda
Grande parte da população brasileira vive e sobrevive na informalidade, relacionado com a ausência da tecnologia informativa, onde o que sobrepõe é o conhecimento prático.
O lado negativo da tecnologia tem seu maior enfoque na substituição de empregos manuais pelas novas maquinas, onde consequentemente afetara o serviço de vários trabalhadores. Com o uso constante, as pessoas estão se tornando cada vez mais sedentárias, pois optam pela ociosidade ao invés de promover o cuidado com a saúde, praticando mais atividades físicas.
Benefícios da tecnologia
Saúde
Talvez o maior beneficiário do avanço da tecnologia tem sido o setor da saúde. A investigação médica levou ao fim de várias doenças, conseguindo fazer variedades de medicamentos para a prevenção de ambos. Milhões de vidas foram salvas como resultado disso. Também possibilita o acesso aos que tem deficiência mental através das inovações da tecnologia sobre a comunicação audiovisual/telemática entre outros meios.
Educação
Não é nenhuma surpresa que os benefícios da tecnologia nas salas de aula e escolas em geral, abriram um ambiente de aprendizagem totalmente inovado. O conhecimento pode ser facilmente adquirido com a ajuda da internet, pois é muito atrativo em termos de entretenimento, assim ocorrendo à junção do útil ao agradável. Mas nem sempre todos estão adeptos a tantas inovações, grande exemplo são os professores não inclusos, onde não aderiram tal método de ensino, porém para o aluno será mais fácil por estar em seu dia a dia. Ao levar um recurso tecnológico para sala de aula, o professor deve ter os objetivos previamente traçados para não deixar que as ferramentas que podem conduzir o aluno a uma aprendizagem significativa e crítica se tornem simplesmente objeto de alienação.
Sendo assim, conclui se que as diversas tecnologias surgiram para favorecer a autoaprendizagem,meramente entendida como uma perspectiva construtiva, a ser utilizada no intermédio pedagógico e no meio social como forma de tornar o sujeito mais crítico e capaz de criar seus próprios conceitos. Na educação encontram-se algumas vantagens, Exemplo:
  •  O uso de computadores com outros recursos tecnológicos nas salas de aula abriu um novo método de ensino e aprendizagem eficaz;
  •  O ensino a distância tornou-se muito mais fácil, e isso levou a um aumento no numero de pessoas que recebem a educação de nível superior.
Comunicação
  A indústria da comunicação tem notado um crescimento enorme. Um exemplo que tem se destacado são as redes sociais, pois estão promovendo com seus recursos uma interação mais ampla e de melhor qualidade entre pessoas de locais distantes, pois sepessoas pudessemse comunicar umas com as outras em movimento, conseguiriam remover algumas das barreiras que se aplicava antigamente.
As novas tecnologias de comunicação levam a educação a uma nova dimensão. Esta nova dimensão é a capacidade de encontrar uma lógica dentro do caos de informações que muitas vezes possuímos organizar numa síntese coerente das informações dentro de uma área de conhecimento. Agilidade na questão de domínio do raciocínio lógico em grandes empresas com informações importantes para o crescimento da mesma. Das mais importantes vantagem se encontra a seguinte.
·         Informações e noticiários se tornaram mais personalizados. Além disso, podem chegar a mais indivíduos em uma velocidade maior, onde a resposta de ambos pode ser obtida em tempo real.

.
                                                        Linha do tempo

A tecnologia se encaixa desde uma simples calculadora de 1629 até mesmoa um computador mais avançado dessa geração. Esta é a era da tecnologia, da inovação consciente, onde para poder sobrevir é necessário ser diferente, tendo assim ideias originais.









Futuro
As tecnologias de comunicação estão a provocar mudanças profundas na nossa vida. Elas têm vindo a colaborar para a modificação do mundo e a contribuir para a extraordinária expansão do comércio e a mudar a face do capitalismo. Os seus mecanismos intrínsecos apressam a difusão das tecnologias, geradas ou incentivadoras das várias formas de lucro. Há por isso interesse em ampliar ainda mais essa propagação, para assim poder atingir o maior número possível de pessoas economicamente produtivas, isto é, as que podem consumir.








                                                                            José Ivan, Oscar Melo e Moacir Diony

                                                                                 2º Técnico.


                                            
        






Jornal Eletrônico da Escola Agrícola


                                                   Tesouro Abstrato

aluna Jessica Aline Menezes Lima (16), estudante da terceira série do Ensino Médio, realizou uma pesquisa sobre o futurismo, dentro do conteúdo previsto em relação ao modernismo.
As revoluçoes da vanguarda artística se deram na quebra de concepções do modernismo que abdicaram várias tendencias estéticas como o futurismo, que nasceu na italia no fim do século XXI e começo do século XX.
O futurismo foi criado na Itália numa época de revoluções e contrarevoluções da pintura italiana, houve nesse periodo formação de grupos de pintores de acordo com sua linha artistica, sendo o mais radical representante da vanguarda artistica e o primeiro a ter uma atuação abertamente política o grupo futurista italiano.
Giacomo Balla foi um dos expoentes da pintura futurista italiana, nascido em 1871, na cidade de Turim, teve acesso a pesquisas da composição desse movimento e fez suas obras em base de uma experimentação contínua, sempre deu destaque em suas telas a expressão do movimento a multiplicação das formas e a análise da luz. Dentre as caracteristicas mais marcantes de Balla estão a explosão de cor, alegria e audácia.
Em um manifesto futurista assinado por ele e outros cinco artistas em 1910 ele firmou o centro da suas obras paltada na anaĺise do movimento.
Durante a Primeira Guerra mundial, Balla teve diversas experiências, das quais todas bem sucedidas, estabelecendo assim um código visual eficiente para simulação do movimento, tomando como resultado desta experiências bem sucedidas, ele publicara ao final da guerra, em 1918, o manifesto da cor (um texto apresentando algumas de suas conclusões acerca da importancia da cor em relação aos efeitos procurados nas obras). Ao final da guerra, o futurismo já perdera muito seu vigor e originalidade inicial. Balla, por sua vez, evoluía cada vez mais no sentido de tornar-se um pintor meramente decorativo, seus interesses já se encaminhavam para uma pintura renascentista realista.
A pintura futurista ficou explicitada pelo cubismo e pela abstração,porém com o uso de cores vivas e vibrantes,com contrastes e sobreposição das imagens,pretendiam dar ideia de dinâmica,no intuito de apresentar o movimento do objeto e não a materialização deste. Para os artistas do futurismo os objetos não se encaixam no contorno óptico e os seus aspectos não se adequam a um só tempo. Nesse estilo buscava-se expressar o movimento atual, registrando a velocidade descrita pelas figuras em movimento no espaço. O artista futurista não está interessado em pintar um automóvel, mas captar o sentido figurado a velocidade descrita por ele no espaço.





Mais engana-se quem pensa que esse estilo foi unicamente italiano, o estilo futurista de arte influenciou varios movimentos artistico em todo o mundo como a semana de arte moderna de 1922, o conceito futurista do desprezo ao passado à criar o futuro e não a cópia e veneração pela originalidade caiu como uma luva dos jovens artistas brasileiros de parar de copiar os modelos europeus e criar uma arte brasileira, valorizando toda a sua variedade cultural, no sonho de construir uma identidade e renovar a arte e a literatura de modo geral.
Em Portugal, em março de 1915 Aquilino Ribeiro, em uma crônica apresenta o movimento futurista aos portugueses, no entanto só na edição número dois da revista O Orpheu, dirigida por Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro que o futurismo aparece como movimento propriamente dito em Portugal.
Apesar do futurismo ter marcado época e uma geração, o futurismo de Giacomo Balla teve uma leve influência do impressionismo e o neo impressionismo frances, em 1890, em uma de suas viajes pela europa, em paris no periodo de 1900 e 1909, Balla desenvolveuuma pintura divisionista onde se estabeleceu e criou fama, voltando para a Itália já famoso ele ingressou em definitivo futurismo radical,como era conhecido o grupo futurista italiano.
Esse movimento não foi breve,marcou época,mexeu com a política, criou escolas de artes, mais passou como toda moda, abrindo as portas para novos movimentos e mostrando a importância da arte e da literatura em torno de uma nação.
Contudo ficaram as mais belas obras, como O carro passou de Giacomo Balla pintada, em 1913, retrata bem a literatura futurista, destacando o movimento, a "Velocidade Abstrata- O carro passou" fazia parte de um tríptico: a folha esquerda chamava-se “Linha de Força + Paisagem” e a central “Linhas de Força + Ruídos”. O tema tríptico era criado em base de uma passagem numa estrada branca de formas azuis e verdes, evocando terra e céu ao fundo. As áreas em rosa representavam a fumaça expelida pelo cano de descarga.






Jornal Eletronico Agrícola


Gravidez na adolescência
A gravidez precoce está se tornando cada vez mais comum na sociedade , pois os adolescentes estão iniciando a vida sexual mais cedo

        A gravidez na adolescência é um problema que já se tornou extremamente comum, e a cada dia que passa o número de jovens grávidas aumenta, do que tem sido motivo de grande preocupação para a Pastoral da Criança e para toda a sociedade. Isso porque traz sérias consequências tanto para a adolescente como para seus pais e para toda a comunidade. Dados do Ministério da Saúde mostram que 1 em cada 10 mulheres brasileiras de até 19 anos já tem 2 filhos. No país, está diminuindo o número de gravidez em mulheres adultas e aumentando entre as adolescentes. Entre 1993 e 1998, aumentaram em 31% os partos em meninas entre 10 e 14 anos e em 19% nas meninas entre 15 e 19 anos atendidas pelo SUS.      
            Uma pesquisa feita na UNICAMP derruba a crença de que as principais causas de gravidez na adolescência seriam a falta de informação sobre métodos anticoncepcionais ou a negligência. O estudo, em andamento, mostra que praticamente todas as meninas na faixa etária de 11 a 19 anos de idade conhecem muito bem as formas de prevenção, como camisinha e pílula. E que sua atitude, de não fazer uso desses métodos, nem sempre é irresponsável: uma parcela significativa, 24,5%, justificou a gravidez precoce pelo fato de ansiar por ter um filho.
             A maioria das adolescentes tem gravidez indesejada, cerca de 20% das crianças que nascem a cada ano no Brasil, são filhas de adolescentes, este fato vem acontecendo cada vez mais, devendo por isto, ser visto com mais atenção pela área de saúde. Na adolescência o risco de gravidez é muito grande, pois a sexualidade é uma das descobertas desta fase.
        A gravidez pode causar muitas reações e refletir de forma negativa na vida de uma jovem, algumas adolescentes escondem a gravidez por medo da reação dos pais, familiares e amigos. Como sabemos, a gravidez é uma fase que requer cuidados e acompanhamento de pré-natal. Se a adolescente decide fazer um aborto, além de estarem cometendo um crime, os riscos para sua saúde são ainda maiores. Além de perder o bebê, a mãe pode perder também a própria vida. O aborto provocado também pode trazer problemas como infecções, hemorragias e até esterilidade. Depois de um aborto, a jovem pode ter dificuldade para engravidar, com a relação sexual precoce o risco de doenças sexualmente transmissíveis aumentam o que é mais preocupante do que gerar uma vida.
  Quando uma jovem engravida isso pode significar uma grande perda sobre as oportunidades que a vida pode lhe oferecer, principalmente em relação ao mercado de trabalho e aos estudos, terá privações em relação a saídas para se divertir, seu tempo será mais dedicado ao bebe. Muitas vezes as adolescentes precisam da ajuda de seus pais que acabam ficando com toda a responsabilidade de educar a criança.
   Logo que a gravidez é diagnosticada o correto é que se faça todos os procedimentos do pré-natal, e o mais importante é que a jovem receba o apoio da família para que fique u
m pouco mais tranquila.

  

Como prevenção para uma gravidez indesejada exige-se
do poder público que ofereça programas efetivos de orientação sexual e planejamento familiar.
   A camisinha é o mais popular deles, empregado por até 70% dos jovens. A razão é oferecer proteção tanto contra doenças sexualmente transmissíveis, quanto ser anticoncepcional.
   Através do diálogo e do relacionamento amigo com seus filhos, os pais vão orientando os adolescentes sobre a importância de iniciar o relacionamento sexual quando estiverem mais preparados para assumir uma relação madura e responsável. Quando o adolescente se sente feliz e confiante na família, pode adiar o início da atividade sexual.




Distribuição das alunas adolescentes matriculadas em escolas públicas

e particulares, de acordo com a faixa etária, de Campo Grande/MS,

2004.




                              

Distribuição das alunas adolescentes matriculadas em escolas

públicas e particulares, segundo atividade sexual, em Campo

Grande/MS, 2004.


                                                                                             Bruna Andrade e Jaqueline Alonso
                                                                                                         2º Técnico.

Jornal Eletronico da Escola Agrícola


Tristeza Parasitaria Bovina (TPB)

Popularmente conhecida como tristeza bovina ou tristeza parasitaria, os primeiros sintomas é a febre intensa, acompanhada de sonolência, apatia, diminuição do apetite e pelagem arrepiada. Aqui no Brasil, essa enfermidade é transmitida pelo carrapato que pode ser ainda por insetos hematófagos ou por instrumentos contaminados por sangue.
   A tristeza parasitaria bovina ataca principalmente gados criado em regiões nas quais as condições climáticas permitem o desenvolvimento do vetor dessa enfermidade, atingem frequentemente bezerros entre 4 – 10 meses de vida, pois nessa fase a proteção conferida pela mamada do colostro já deixou de existir, é necessário que o bezerro desenvolva suas defesas orgânicas para não adoecer.
  A imunidade conferida pela anaplasma ou a babesiose (bactérias causadores da doença) é diferente daquela observada nas infecções bacterianas ou virais, ou daquelas observadas após as vacinações. Para que ela ocorra existe a necessidade da presença do parasita circulando no sangue dos animais. A presença anaplasma no sangue estimula as defesas orgânicas do animal, gerando um estado de equilíbrio, onde uma pequena carga parasitaria determina um estimulo e uma resposta de defesa orgânica que controla o numero de parasitas existentes. Esse equilíbrio entre parasita e defesa orgânica impede que o animal adoeça. Esse estado de imunidade conferida pela presença do parasita é dito como premunição. Enquanto esse equilíbrio ou estado de premunição natural não for atingido, o bezerro estará mais suscetível ao aparecimento da doença.
    Depois dos 10 meses de vida do animal, felizmente a resposta para a produção de glóbulos vermelhos é muito boa, fazendo com que a maioria dos animais sinta de forma branda a doença, que pode ser facilmente controlada com a administração correta dos medicamentos que atuam contra esses parasitas, se o medicamento não for usado de maneira correta isso só ira favorecer o parasita, gerando a ele (parasita) maior resistência ao medicamento.





Tratamento

A primeira providencia a ser tomada é o tratamento dos animais doentes, se o agente causador da doença for babesiose o medicação indicada são os derivados de dimidina ( é uma solução aromática que tem acção bacteriostática e bactericida no tratamento das lesões cutâneas crônicas e infectadas) e no caso de anaplasmose os antibióticas a base de oxitetraciclinas, se o produtor tiver duvidas de quais das duas bactérias atacou o animal é recomendado que use os dois medicamentos.
Duração do ciclo do carrapato parasitário
Tempo mínimo de vida: 18 dias
Tempo máximo: 35 dias
Tempo médio: 21 dias
Cada fêmea suga 2 a 3ml de sangue, portanto 100 fêmeas de sugam 250ml; 20 fêmeas causam perda de 4 kg do peso vivo por ano.


Figura2. Esquema do ciclo de vida do carrapato Ripicephalusmicropulos. https://www2.ufersa.edu.br/portal/view/uploads/setores/98/ETOMOLOGIA/CARRAPATOS_AHID.pdf


Importância do conhecimento da TPB

A tristeza parasitaria bovina é caracterizada como uma enfermidade que esta presente no cotidiano das propriedades leiteiras e de corte, isso mostra a necessidade de conhecer sua epidemiologia, controle, prevenção e seu tratamento para evitar perdas econômicas.

                                                                                            Handrya Carla, Rafaelli Rueckl e Bruna Vilhar
                                                                                          2º Técnico.
                                                             

Jornal Eletronico da Escola Agrícola


        AGROPECUÁRIA DE MATO GROSSO DO SUL
    (foto retirada do site da famasul.)
É a área do setor primário responsável pela produção de certos produtos - primariamente alimentos - através do cultivo de certas plantas e do crescimento de certos animais domesticados. É um termo utilizado para abranger de uma só vez a agricultura e a pecuária.
 Quando falamos da agricultura é tudo aquilo que usamos o solo para nos prover, já a pecuária são os bovinos que nos servem de produto para exportação e consumo de nosso estado, como MS é um estado que abrange bastante essas duas áreas precisaram de pessoas especializadas e ligadas em nossos agronegócios.
Costuma-se dividir o agronegócio em três partes. A de negócios agropecuários propriamente ditos (ou de "dentro da porteira") que representam os produtores rurais sejam eles pequenos, médios ou grandes produtores, constituídos na forma de pessoas físicas (fazendeiros ou camponeses) ou de pessoas jurídicas (empresas).
 A agropecuária é carro chefe da economia de MS e também do Brasil, por ter um grande espaço territorial e ter solos e climas bons para plantio e criação de bovinos. Para aumentar a renda brasileira e sul-mato-grossense temos que formar técnicos e especialistas na área em nosso próprio Estado para sempre termos mão-de-obra especializada de melhor qualidade e dando empregos para nossos cidadãos, por isso temos bastante jovens cursando muito essa parte porque sabem que existe mercado de trabalho sem muita dificuldade, mas sempre com qualidade.
                                                                            
                                                                                            Josimar, Anderson  e Gabriel
                                                                                                 2º técnico.